WhatsApp lança atualização para evitar acesso de hackers a celulares

WhatsApp lança atualização para evitar acesso de hackers a celulares

  • 14/05/2019 18:05
  • Redação/Assessoria

O WhatsApp está pedindo aos usuários para que façam a nova atualização do aplicativo de mensagens.

A empresa, que pertence ao Facebook, descobriu no início deste mês uma falha que permitia que invasores inserissem um vírus e executassem códigos em dispositivos móveis.

O WhatsApp informou que já fez alterações na infraestrutura do App para impedir que os ataques ocorram.

A empresa detectou uma vulnerabilidade no software que permitia ataques de hackers aos celulares que utilizam os sistemas operacionais da Apple (iOS) e do Google (Android).

O aplicativo

“O WhatsApp incentiva as pessoas a atualizarem para a versão mais recente de nosso aplicativo, bem como manter seu sistema operacional atualizado, para proteger contra possíveis ataques direcionados a comprometer informações armazenadas em dispositivos móveis”, disse um porta-voz da empresa nesta terça-feira, 14.

A declaração foi feita após o jornal Financial Times ter informado que hackers conseguiram instalar um software de vigilância, desenvolvido pela empresa israelense de vigilância cibernética NSO Group, em iPhones e dispositivos móveis do sistema Android.

O WhatsApp confirmou que o ataque tem as marcas de uma empresa privada que trabalha com os governos para entregar spyware, que assume o controle dos sistemas operacionais de telefonia móvel.

Questionado sobre o caso, o NSO Group disse que sua tecnologia “é licenciada para agências governamentais autorizadas com o único propósito de combater o crime e o terror”, acrescentando que não opera o sistema em si.

“Investigaremos as alegações e, se necessário, tomaremos as providências cabíveis, o que pode incluir o encerramento do sistema. Sob nenhuma circunstância, o NSO estaria envolvido na operação ou identificação de alvos de sua tecnologia, que é operada exclusivamente por agências de inteligência e de aplicação da lei”.

O WhatsApp informou que notificou os reguladores europeus de privacidade de dados sobre a violação e também forneceu informações policiais aos EUA para conduzir uma investigação.

Também disse que informou as organizações de direitos humanos sobre o ataque e se colocou à disposição para trabalhar com elas para notificar a sociedade civil.

A Comissão de Proteção de Dados da Irlanda informou que o WhatsApp notificou o órgão regulador na segunda-feira de que registrou uma “séria vulnerabilidade de segurança” e que está se engajando ativamente com a empresa para verificar se algum dado de usuário da União Europeia foi comprometido.

De acordo com o WhatsApp, um número seleto de usuários parece ter sido alvo do vírus.

Com informações do Extra

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para nossa equipe pelo WhatsApp (46) 9 9914-8269 ou entre em contato pelo E-mail contato@amperenoticias.com.br.

Compartilhar: